Mitos e factos dos eléctricos!

Importar um carro – Passo a Passo

IMPORTAR UM VEICULO ELETRICO DE UM PAIS DA U.E.

Pode ser uma alternativa ao mercado nacional, que por si só, já tem muitos veículos importados, e pode também ser uma maneira de conseguirmos encontrar um veiculo que não aparece facilmente por cá!

Vantagens de importar:

  • mais opções
  • Usualmente valor mais baixo ( pela questão da oferta/procura, nem tanto pelo preço de novo no caso dos VE)

Desvantagens de importar:

  • Maior risco de comprarmos gato por lebre
  • A maior parte das vezes compramos sem ver no local o carro ( há empresas que podem fazer esse serviço mas encarece o processo)
  • Por vezes é difícil a comunicação com os vendedores e torna-se complicado pedir mais informações e dados do caro.
  • Aumento de riscos: compra, transporte, homologação nacional, processo de legalização
  • Morosidade de todo o processo
  • Necessidade de pagar 100% do valor do carro antes mesmo deste ser transportado.

COMO E ONDE PROCURAR?

Existem inúmeras páginas da Internet para fazer pesquisa como por exemplo: www.mobile.de ,  www.coches.net , www.autoscout24.com , entre outros

Desconfiar dos preços muito baratos e tentar se possível fazer sempre negócio com stands ( oficiais ou não), evitar particulares.

Depois de encontrar o carro pretendido pedir mais informações, fotos e videos. Se possível pedir fotos difíceis de “falsificar” e que fujam às fotografias normais. Avaliar o tempo de resposta do vendedor e a prontidão a que acede aos nossos pedidos.

Solicitar dados do carro como o VIN, acidentes anteriores, danos existentes. Com o VIN pode na internet consultar o histórico registado do veiculo ( estes serviços têm um custo)

Solicitar também o COC ( certificado de conformidade) que se não o tiver terá que o pedir à marca e pagar por isso ( há marcas que nada cobram…)

Verificar o vendedor através de chamada telefónica e pesquisa de testemunhos de outras pessoas acerca desse stand ou vendedor.

Depois disto feito é negociar o valor!

PAGAMENTO

Tem que ter consciência que será obrigado a pagar a totalidade do veiculo antes mesmo deste ser carregado no camião de transporte. 

Já sabe que durante um tempo, nem carro, nem dinheiro.

TRANSPORTE DO CARRO

Quando estiver a contratar um transporte tenha atenção aos valores seguros. Normalmente as empresas de transporte incluem no preço apresentado um seguro de carga. Saiba que terá que saber qual o valor seguro e se for inferior ao valor de fatura do seu carro FAÇA um seguro extra. Não encarece assim tanto o custo final mas compensa pelo descanso!

Deverá instruir o vendedor das exigências de um veiculo elétrico no que concerne ao seu transporte e colocação no camião. 

No dia anterior ao levantamento da viatura pedir para o carregarem a 80%. Lembre-se que os transportes demoram e o carro, mesmo parado, consome energia para manter a temperatura das baterias.

Quando o camião chegar faça um Check-up do carro com o transportador presente e lave-o de imediato ( costumam vir muito sujos pelos muitos km e dias de transporte) e voltar a avaliar as condições do carro. 

Documente tudo com fotos e vídeos para os comparar com o dia em que foi carregado na origem.

PREPARAR PARA A INSPEÇÃO:

Antes mesmo de o carro chegar deverá iniciar a preparação para a inspeção tipo B. Precisa de ir ao IMTT pedir o numero de homologação nacional ( este documento tem um custo de 45€).

Para isso basta apresentar o COC do veiculo e livrete original que pode ser cópia nesta fase.

No dia da inspeção TEM que apresentar os seguintes documentos ORIGINAIS:

  • Livrete do veiculo
  • COC
  • Número de homologação nacional passado pelo IMT
  • Modelo 9 do IMT preenchido e assinado
  • Número dos motores. Este documento deverá ser passado pela marca se o número não for facilmente visível para os inspectores
  • Fatura do veiculo
  • Colete reflector e triangulo aprovado

Esta inspeção B tem um custo de 79,37€

ALFANDEGA:

Depois da inspeção terá que se dirigir a um posto alfandegário para que lhe seja preenchida a DAV ( Declaração Aduaneira de Veículo) onde constará a matricula atribuída e o valor de IUC a pagar ( nos eletricos são 0€ nos demais veículos esse valor é variável mas tem somente 30 dias para o liquidar)

Para isso terá que se fazer acompanhar pelos seguintes documentos:

  • Requerimento de Registo Automóvel preenchido
  • homologação nacional passado pelo IMT e carimbado pelo centro de inspeções
  • Modelo 9 IMT carimbado pelo centro de inspeções
  • Fatura original de compra do veiculo
  • Livrete original
  • Modelo 112 do IMT carimbado pelo centro de inspeções
  • Certificado de inspeção do veiculo
  • CMR do transporte ( folha de transporte do veiculo a ser entregue pelo transportador)

 

Terá que pagar os emolumentos necessários na Alfândega, e esperar pela atribuição da matricula

DEPOIS DA MATRICULA

Só depois de ter na DAV a matricula é que pode fazer o seguro do veiculo, fazer as chapas de matricula, coloca-las e SIGA… Agora pode e deve desfrutar do veiculo e fazer o tão aguardado test-drive.

Mas,… o trabalho não acabou!

Terá ainda que registar o veiculo em seu nome.

Se não quiser esta parte do trabalho burocrático ( eu nunca quis) pode recorrer a uma empresa especializada nestes procedimentos para que o ajudem e não o deixem esquecer de nada.

Boas viagens!

CHECK LIST IMPORTAÇÃO

1 – Encontrar o carro que pretende aum valor dentro do orçamento que dispõe

2 – Verificar o veiculo e o vendedor

3 – Ter a certeza que os documentos do veiculo estão todos em conformidade e existentes

4 – Negociar o valor, quando possível!

5 – Pagar o veiculo

6 – Contratar empresa que transporte o carro até ao seu destino final. NÃO esquecer de segurar o transporte pelo valor do carro   

7 – Pedir para prepararem o carro para o transporte e elucidar como o mesmo tera que ser efectuado

8 – Pedir Homologação Nacional no IMT

9 – Terminado o transporte e antes de assinar o CMR ver bem o carro e tentar perceber se a viagem decorreu sem incidentes

10 – Fazer inspeção tipo-B

11 – Num serviço Alfadegario fazer o processo de legalização do veiculo

12 – Com a DAV em mão fazer seguro e matriculas

13 – Registar o veiculo em seu nome

14 – Este é o passo MAIS IMPORTANTE: Seja feliz com o seu “novo” carro e desfrute-o com Saúde!

Vídeos que pode gostar!

Nesta secção apresentamos alguns vídeos com as vantagens ( e também as desvantagens) dos veículos eléctricos

Tesla M.C.U. 1 Versus M.C.U. 2

O MCU do Tesla é basicamente o computador do carro, o cérebro! As siglas significam “Media Control Unit”

Este carro é de fabrico anterior a Março de 2018 e todos os Model S e Model X anteriores a essa data têm o MCU 1. Até há bem pouco tempo não era possível fazer o upgrade para o MCU 2. A única coisa que podíamos fazer era expandir a memória interna do computador para que ele se tornasse menos lento. Esta lentidão resulta dos muitos dados que o computador armazena e gere.

Hoje em dia temos duas hipóteses:
Aumentar a memória do MCU 1. Com isto o computador torna-se mais rápido mas as funções são exactamente as mesmas. Isto é um procedimento sem custos pois a Tesla assume os mesmos. Inclusivamente a Tesla chamou os carros que tinham este problema para que pudesse, sem custos, ser solucionado.
Fazer o Upgrade para o MCU 2. Aqui para além da maior rapidez temos todo um computador novo com mais funcionalidades. Como sempre existiram nos model 3 e Y. Estes modelos nunca tiveram MCU1. Esta opção tem custos que variam consoante a versão de Hardware do Autopilot. Nos modelos com AP1 custa cerca de 1500€, nos modelos com AP2 ou superior este upgrade cifra-se nos 2000€, aproximadamente!

Ver mais »
BMW I3 REX

BMW i3 REX – Análise

O BMW I3 está em produção desde 2013. Saiu muito à frente do seu tempo e era um veiculo caro na altura e no video explicamos o porquê!
Continua a ser um dos citadinos mais versáteis, económicos e espaçosos, e agora com preços de usado bem apetecíveis
Esta versão com extensor de autonomia torna-o ainda mais interessante.

Ver mais »

Tem dúvidas?

Estamos prontos a responder às suas questões sobre a mobilidade eléctrica. Tentaremos ser breves na resposta.

Não hesite em nos pôr à prova!…

Faça as suas contas!

Irá descarregar um ficheiro em formato Excel.
Veja aqui as instruções de utilização.

Formato Excel

Formato Numbers